Luta social pelo significado das palavras

Para Nietzsche, uma característica do homem é que pensamos que a linguagem é capaz de corresponder ao mundo.

Posto que o mundo é complexo e singular demais, a linguagem não consegue traduzi-lo fielmente. O mundo é inapreensível por causa de sua instabilidade. Mostra-se escapadiço às pretensões de estabilidade e correspondência da linguagem. O que ela faz é simplificar e padronizar as coisas do mundo. A linguagem tenta minimizar o fluxo dos corpos e enrijecer o mundo. É garantidora da identidade, estabilidade.

Por exemplo, a estabilidade da palavra “índio” é incompatível com a instabilidade destas pessoas (que, como quaisquer outras, são um deixar-de-ser contínuo); também é incompatível com a extrema diversidade de tribos que existem – apesar de todas serem englobadas pela palavra índio.

Bom, percebe-se que como as palavras não correspondem ao mundo, seu significado é convencionado pela sociedade. E este significado convencionado reflete os interesses de determinados grupos sociais. A luta social é uma luta pelo o que as palavras querem dizer, porque as coisas em si não dizem nada.

palavras.jpg

Alguns poderíam dizer que o sentido convencionado das palavras só existe para que haja entendimento e comunicação entre as pessoas. Para Nietzsche, a necessidade de comunicação está totalmente vinculada totalmente às formas de dominação. Isso porque, na cabeça dos homens, existe uma relação direta entre linguagem e Verdade, e o sentido das palavras beneficia sempre o dominador. Sobre este assunto, o Professor Clóvis B. Filho disse em aula que “a Verdade é o grande vazio que todo dominante pediu a Deus.”

Mas como relacionar isso com o nosso dia-a-dia?

Por exemplo, o IBGE quer classificar o Brasil entre negros, pardos e brancos. Já o “movimento negro” quer que só haja brancos e negros nesta classificação – querem agregar os pardos e formar um grande grupo de negros no Brasil. Com um número maior de integrantes, os negros terão mais “peso” em discussões sociais e políticas. Quanto maior a variedade de pigmentação que estiverem contidas no significado social da palavra “negro”, mais poder eles terão para suas reivindicações sociais, sejam elas cotas em universidades, decreto de feriado da consciência negra etc.

Como a palavra negro não corresponde a nada no mundo, grupos sociais lutam para seu significado convencionado esteja de acordo com seus interesses. Logicamente, não existe um conflito social pelo significado da palavra “cadeira”, pois ela não enseja nenhum interesse entre as pessoas.

Diego Senise

2 Responses to “Luta social pelo significado das palavras”


  1. 1 Renata março 25, 2008 às 2:34 am

    Pode ser bitolação distorcida demais, mas isso tbem me lembra Bakthin. Gostei da classificaçao “reflexão” do post.

  2. 2 lia agosto 13, 2008 às 8:08 pm

    Adorei esse espaço…td a ver com o meu Cotidiano.
    Abraços mil!!!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: