interpretação: outro ponto de vista

O universo não está escrito desde a eternidade – ele é, antes de tudo, um vazio. Interpretar não é nunca dispor de um sentido, memo que oculto: a interpretação é , ao contrário, impressão numa página em branco; interpretar é produzir sentidos e signos [e não, descobrí-los].

Leon Kossovitch, Signos e Poderes em Nietzsche

1 Response to “interpretação: outro ponto de vista”


  1. 1 rafalavor novembro 25, 2008 às 2:56 pm

    Esse ponto de vista é muito bom. Mostra que, se a gente olhar mais profundamente, o dualismo entre escrever e ler é inexistente. É tudo uma questão de como interpretar o enunciado – tomadas as devidas proporções, é claro.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: