Base da Pirâmide

Inspirado pelo excelente estudo realizado por Marlene Bregman da Leo Burnett sobre a Base da Pirâmide, fui procurar um pouco mais de conteúdo sobre empresas que estão atuando de maneira relevante para estas pessoas que gastam até 2 dólares por dia. 

Muhammad Yunus é um economista ganhador do Prêmio Nobel da Paz pelo fato de ter criado o Grammeen Bank, banco de micro-crédito com foco nas pessoas que estão na Base da Pirâmide na Índia. Neste vídeo, Yunus explica com muita clareza como ele criou uma empresa que “coloca de cabeça para baixo o modelo de negócios de um banco comum”.

Os pontos mais importantes desse “modelo de negócio de cabeça para baixo”, para você que não tem tempo de ouvir a palestra:

O banco emprestas pequenas quantias (desde 0,50 centavos até alguns dólares). Não existe exigência de garantia de pagamento. O banco, simplesmente, confia que as pessoas pagarão. Se não pagam, só perdem o direito de fazer outro empréstimo. Não há punição, processos, prisões. Nada. No fim das contas, a maioria das 7,5 milhões de pessoas com empréstimos pagam o que devem, e o Grameen Bank já moveimenta 500 milhões de dólares. 

Quanto menos dinheiro a pessoa tem, maior a sua prioridade de receber empréstimos do Grameen Bank. Ao contrário de um banco comum, quanto menos garantias materiais de pagamento, mais fácil de conseguir o empréstimo.

Não são as pessoas que procuram o banco para “pedir” dinheiro emoprestado. Os funcionários do banco, semanalmente, vão até as aldeias oferecer pequenos empréstimos às pessoas que necessitam. Além disso, fazem um acompanhamento das famílias que já fizeram o empréstimo.

97% dos empréstimos são feitos para mulheres. A estratégia do banco é focada nelas pois se percebeu que quando o dinheiro entra na família por meio da mulher, há muito mais benefícios do que quando o dinheiro entra pelas mãos do homem.

india1

Programa que transforma pedintes e mendigos em empreendedores. O banco foi conversar com eles: os convenceram a deixar de pedir dinheiro e passar a vender produtos porta-a-porta. Para isso, o banco fez pequenos empréstimos para que os mendigos pudessem comprar seu estoque inicial de balas, doces e comidas que eles passariam a vender. Atualmente, são 100 mil mendigos neste programa. 10 mil deles já pararam definitivamente de mendigar.

– O banco criou uma empresa de telefonia celular. A idéia foi levar os celular até as mulheres pobres das aldeias, dar empréstimos para que elas comprassem os aparelhos. Isso tudo, para que depois, elas passassem a vender o serviço de telefonia para as outras pessoas da aldeia. 

– Todo o lucro é reinvestido nos próprios micro-empréstimos. Para Muhammad Yunus, o dinheiro que vem de uma doação só tem uma “vida”, só uma chance de fazer a diferença. Um business social coloca o dinheiro num ciclo virtuoso.

In that company, nothing come back to you, except the investiment that you made. If you made one million dollars investiment, you can take this one million dollars… over years. And that´s it. That is not why you cerated the company. You created the company to solve the problem.”

 

Diego Senise

0 Responses to “Base da Pirâmide”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: